Após susto, Cruzeiro goleia Colo-Colo e reage na Libertadores

Depois de encontrar dificuldade no primeiro tempo e ser ameaçado pelo adversário, o Cruzeiro deslanchou na etapa final e goleou o Colo-Colo, por 4 a 1, nesta quarta-feira, no Mineirão, e reabilitou-se na Copa Libertadores. O time mineiro somou os três primeiros pontos e assumiu a vice-liderança do grupo 7, superando o time chileno nos saldo de gols.

O Cruzeiro, que estreou na fase de grupos com derrota para o Vélez Sarsfield por 2 a 0, conseguiu reagir diante da torcida.

Assim que a bola rolou no Mineirão, o Cruzeiro partiu para cima do adversário e conseguiu abriu aos 7min. Thiago Ribeiro recebeu de Henrique na área e chutou cruzado, sem chance para o goleiro Prieto. O Colo-Colo não se entregou e passou a jogar nos contra-ataques, com perigo.

Aos 14min, Miralles teve a chance de empatar a partida, mas desperdiçou uma oportunidade frente a frente com o goleiro Fábio. O Cruzeiro manteve o ritmo e criou chance para ampliar, como aos 19min, em que Thiago Ribeiro quase marcou o segundo, depois de se livrar o marcador e bater para a defesa de Prieto.

Na metade do primeiro tempo, o Cruzeiro sofreu uma baixa. O volante Elicarlos reclamou de uma contusão na perna esquerda e não conseguiu permanecer em campo. Adilson Batista optou por Pedro Ken para substituí-lo.

Aos 36min, o Colo-Colo chegou ao empate. Depois de vacilo do lateral Jonathan pela direita, os chilenos roubaram a bola e Miralles cruzou para Paredes, livre na área, só tocar para o gol de Fábio, que nada pôde fazer no lance.

No segundo tempo, o Cruzeiro partiu para a pressão, mas enfrentou forte marcação do time chileno, que saía apenas nos contra-ataques. Aos 12min, o Colo-Colo ficou com um jogador a menos. Olate recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Três minutos depois, o Cruzeiro voltou a pular à frente no placar. O árbitro colombiano Oscar Ruiz marcou pênalti de Magalhães, que acabara de entrar, em Leonardo Silva. Kléber cobrou e marcou. O goleiro Prieto ainda tocou na bola, mas não evitou o gol celeste.

Na metade do segundo tempo, o Colo-Colo ficou com dois jogadores a menos, com a expulsão de Cereceda, que havia recebido o cartão amarelo ainda na primeira etapa.

O Cruzeiro aproveitou a vantagem e partiu para cima do adversário. Aos 23min, Pedro Ken pega uma sobra na área, gira e chuta para ampliar. Três minutos depois, Kléber voltou a marcar de pênalti, sofrido pelo próprio atacante em lance com Millar.

CRUZEIRO 4 X 1 COLO-COLO

CRUZEIRO
Fábio; Jonathan, Leonardo Silva, Thiago Heleno e Diego Renan; Elicarlos (Pedro Ken), Henrique (Bernardo), Marquinhos Paraná e Roger (Wellington Paulista); Kléber e Thiago Ribeiro
Técnico: Adilson Batista

COLO-COLO
Prieto; Olate, Scotti, Toro e Roberto Cereceda; Meléndez, Aránguiz, Millar e Macnelly Torres (Magalhães); Paredes (Sanhueza) e Miralles
Técnico: Hugo Tocalli

Data: 24/2/2010 (quarta-feira)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Óscar Ruiz (COL)
Auxiliares: Abraham González (COL) e Humberto Clavijo (COL)
Público: 32.927 pagantes
Renda: R$ 783.826,25
Cartões amarelos: Olate (2), Scotti, Roberto Cereceda (2), Magalhães, Sanhueza (Colo-Colo); Thiago Ribeiro, Henrique, Marquinhos Paraná (Cruzeiro)
Cartões vermelhos: Olate, Cereceda (Colo-Colo)
Gols: Thiago Ribeiro, aos 7min, Paredes, aos 36min do primeiro tempo; Kléber, aos 16min, Pedro Ken, aos 23min, Kléber, aos 26min do segundo tempo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: