Segunda derrota brasileira na Libertadores: Once Caldas 2 x 1 São Paulo

Não adiantou o gol histórico de Rogério Ceni. O São Paulo foi dominado pelo Onde Caldas e acabou derrotado na Copa Libertadores.

O clube do Morumbi, que viajou ao país vizinho sem Ricardo Gomes, por conta de um problema de saúde, soma três pontos e é o segundo colocado, à frente do Monterrey no saldo de gols. É a segunda derrota para o Once Caldas no estádio Palogrande – em 2004, os colombianos eliminaram o time tricolor nas semifinais.

Rogério Ceni ao marcar o gol São Paulino se isolou como o maior artilheiro do São Paulo na história da Libertadores. O goleiro balançou a rede pela 11ª vez no torneio continental e superou Pedro Rocha, Muller e Palhinha, que anotaram 10 gols no século passado.

Apesar de atuar fora de casa, os brasileiros tomaram a iniciativa de sair para o ataque nos minutos iniciais. Entretanto, pecavam nos passes e na finalização. Na defesa, Miranda, Xandão & Cia neutralizavam bem os atacantes rivais.

Aos 32min, Jean sofreu falta a alguns metros da meia-lua. Rogério Ceni partiu para a cobrança e criou-se a expectativa para ele virar o recordista de gols com a camisa tricolor. Ele não pegou tão bem na bola, mas houve um desvio na barreira, e o goleiro Martinez ficou sem reação.

Atrás no placar, o atual campeão colombiano passou a atacar mais. Já nos acréscimos, desperdiçou sua melhor oportunidade, quando Rogério Ceni espalmou um chute de Moreno.

O cenário mudou no segundo tempo. O São Paulo voltou mal do intervalo e passou a sofrer uma pressão do Once Caldas. Aos 4min, Marcelinho Paraíba vacilou no campo de defesa e perdeu a bola. Vélez cruzou na área e Uribe empatou de cabeça.

Dois minutos depois, o mesmo Uribe quase virou o placar ao acertar o travessão. O primeiro bom avanço são-paulino ocorreu somente aos 15min, quando Hernanes chegou à linha de fundo e cruzou na área. Washington deu um leve toque, mas a bola desviou e sai para escanteio.

O Once Caldas continuou melhor, até que aos 26min Moreno fez bela jogada individual, passou por Jean e Miranda, invadiu a área e bateu cruzado no canto: 2 a 1.

O time do técnico interino Milton Cruz buscou o empate, entretanto não conseguiu superar Martínez e retorna ao Brasil com o primeiro revés na edição de 2010 da Libertadores.

ONCE CALDAS 2 X 1 SÃO PAULO

Once Caldas
Luis Martínez; Iván Vélez, Oswaldo Vizcarrondo, Alexis Enríquez e Luis Núñez; John Valencia, Diego Arias e Jaime Castrillón (Cárdenas); Dayro Moreno, Fernando Uribe (Amaya) e Dany Santoya (Baena)
Técnico: Juan Carlos Osório

São Paulo
Rogério Ceni, Cicinho, Xandão, Miranda e Jorge Wagner; Jean, Richarlyson, Hernanes e Cleber Santana; Marcelinho Paraíba (Rodrigo Souto) e Washington
Técnico: Milton Cruz

Data: 25/02/2010, quinta-feira
Local: estádio Palogrande, em Manizales (Colômbia)
Árbitro: Pablo Pozo (CHI)
Auxiliares: Patrício Basualto e Julio Diaz (CHI)
Gols: Rogério Ceni (SP), aos 33min do primeiro tempo; Uribe (OC), aos 4min, Moreno, aos do segundo tempo
Cartões amarelos: Enríquez, Moreno (OC)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: