Mais uma vez o Corinthians para em si mesmo!

March 4, 2010

O jogo contra o Botafogo era um jogo de 6 pontos para o Corinhtians, pois o rival esta 1 ponto a sua frente e luta para chegar ao G4. O Timão entrou em campo com sua força máxima, mas parou em sua falta de criatividade!

“O Corinthians está óbvio demais, burocrático” – analisa Mano Menezes. E esta certo. No jogo contra o Santos, disse aqui no blog que o maior problema do Corinthians é a falta de velocidade, e que isso foi o motivo para a derrota para os Meninos da Villa. O problema de velocidade esbarra nos jogadores, pois desde o começo do ano, analistas falavam da equipe sub-40 que o Corinthians estava montando. O foco foi na experiência para ganhar a Libertadores, mas esqueceram de focar também no fôlego dos jogadores.

Mano admitiu que a equipe está passando por fase difícil em termos de criação, pois não conta com seu principal meia, Danilo está voltando de lesão, e também vê as soluções não funcionarem, ele tem perdido o sono com o tema.

“Como técnico da equipe, eu quero sempre mais. Temos condição de conduzir mais. Ainda nos falta mais velocidade, lucidez na criação das jogadas. Estamos conduzindo demais a bola, que é característica dos nossos jogadores. A ausência da ideia de construir as jogadas é a parte que mais me preocupa”, comentou Mano Menezes.

Homem de confiança de Mano Menezes, Tcheco se tornou o responsável pela articulação das jogadas. Não vem agradando. Nos últimos dois jogos, a equipe sentiu falta dessa criação. Diante do Botafogo, por exemplo, o ex-gremista não deu uma assistência sequer, assim como Elias, que também poderia exercer a função.

“Precisamos acelerar o passe com jogador que tem capacidade de raciocinio maior. Em grande parte do jogo fomos muito burocráticos. Trabalhamos a bola, dava no lateral, mas o adversário marcava. Aí voltava para o volante. Faltou essa lucidez, o Corinthians está muito óbvio”, salientou o treinador corintiano.

Talvez um jogador que possa fazer essa função seja Morais, que tem passado por um bom momento dentro da equipe. Outro jogador que eu gosto muito é o Defederico, que ultimamente não vem sendo utilizado por Mano, e que nos jogos que fez, deus assistências fenomenais.

Essa falta de “lucidez” custou caro ao time na partida contra o Botafogo. De acordo com o Datafolha, teve apenas três finalizações certas durante toda a partida contra o Botafogo. Ronaldo, por exemplo, não deu uma finalização correta. Para o duelo diante do São Caetano, no próximo domingo, espera-se que Danilo esteja de volta à equipe titular.

E para você Corinthiano, o que esta faltando?


Água 1 x 0 Palmeiras

March 1, 2010

O Palmeiras teve seu primeiro tropeço na Era Zago, e foi logo contra o lanterna do Campeonato Paulista, o Rio Claro. O jogo foi feio, e o time do Palestra Itália não teve uma boa atuação, principalmente no segundo tempo, quando a chuva aumentou.

É verdade que o time Palmerense teve muita dificuldade pela chuva, mas é verdade também que o time não mostrou um bom futebol. O Rio Claro tinha uma avenida aberta pelo seu lado direito, desta forma, Zago colocou em campo Ivo (canhoto) e William, para atacar pelo lado esquerdo. O time não encaixou, e viu o Rio Claro saindo vencedor.

Antonio Carlos ainda é visto como dúvida no Palestra Itália. Tem torcedores que acham que é bom ter um técnico novo e menos experiente para dar novos ares ao Palmeiras. Também é uma turma que não esquece que tem em seu time um técnico racista, e que por isso já leva parte da torcida ao descontentamento.

Com 2 vitórias na Era Zago, o Palmeiras ganhou moral, interna, porque externa o time ainda apresenta falhas e ainda precisa ganhar corpo. Principalmente no ataque, já que Robert pode não ser o atacante das 2 vitórias de Zago, e se Robert não for, como não foi ontem, quem entra? O time continua carente e na minha opinião Ewerthon não é a solução, e para você palmerense, o que esta faltando no time?


São Paulo 5 x 1 Monte azul, e Fernandinho….ahhhhh Fernandinho….

March 1, 2010

Fernandinho fez o São Paulo repensar a forma de jogar daqui em diante. Foram quatro gols marcados contra o Monte Azul, na goleada por 5 a 1, em Barueri. Para a sequência da Libertadores, o time do Morumbi já estuda maneiras de encaixar Fernandinho no ataque, mas considera remota a possibilidade de três atacantes.

Washington, Dagoberto, Marcelinho Paraíba e agora Fernandinho disputam duas vagas para o setor ofensivo. Na avaliação do técnico interino Milton Cruz, para que uma formação com três atacantes dê certo, é preciso que o trio faça também a cobertura defensiva. Cruz entende que Washington, Dagoberto e Fernandinho não primam pela marcação de adversários.

“Para se jogar com três na frente, tem que ter característica defensiva. O Grafite, por exemplo, faz muito bem. O Dagoberto é mais de velocidade, mais jogador de frente. O Fernandinho também. O Marcelinho ajuda mais. Mas dá para fazer sim [esquema com três atacantes], mas acho difícil”, comentou Milton Cruz.

Na derrota contra o Once Caldas, em Manizales, Washington e Marcelinho formaram a dupla ofensiva. Na goleada sobre o Monte Azul, o São Paulo adotou tática semelhante à de jogos anteriores. Henrique atuou centralizado no ataque, apoiado por Dagoberto. Washington sequer foi relacionado, conforme planejamento da comissão técnica de preservar os atletas mais desgastados após viagem à Colômbia.

Apesar dos planos para a Libertadores, o time do Morumbi alerta para a partida contra o Oeste, quarta-feira, no interior, que pode servir como experimentos no ataque, destaca Milton Cruz.

“Ainda precisamos consultar o departamento médico para montar o time de quarta-feira, mas temos várias opções para o ataque”.


Santos Show 2 x 1 Corinthians

March 1, 2010

Jogo polêmico e muito discutido, o Santos venceu o Corinthians na Villa Belmiro por 2 x 1.

O jogo já começou com uma polêmica, Paulo Henrique Ganso deu um a “paulistinha” em Ronaldo e muitos falaram que ele merecia ter sido expulso. Na minha opinião, um amarelo ali estava de bom tamanho.

O jogo prometia, mesmo com a ausência de Robinho (na Seleção), o Santos vinha com seu retrospecto, e com Neymar e Cia. afim de mostrar serviço a torcida. O Corinthians entrou em campo com 3 atacantes, como jogava no ano passado, e queria freiar os Meninos da Villa.

Não deu outra, o Santos desde o começo do jogo deu as caras, só no primeiro tempo, foi 3 x 1 em termos de chances CLARAS de gol para o Santos. O time da Villa só não abriu o placar, porque Felipe estava em uma tarde muito inspirada!

Perdendo um pênalti, Neymar mostrou que tem mais frieza que Robinho na hora da finalização, e abriu o placar para o Santos. O Corinhthians criava pouco, e o jogo acabou se decidindo no segundo tempo. Com duas expulsões e com o placar em 2×1 para o Santos, o coritnhians teve chance de empatar, mas não conseguiu. Final do jogo, e o Corinthians mereceu a derrota.

Mano Menezes saiu reclamando do Juiz, Ronaldo saiu reclamando do Juiz, Andrés Sanches reclamou do Juiz. Mas o fato é que o Corinthians mostrou que não tem a mesma velocidade que o Santos, e que sim, ainda sente falta de um armador para o lugar de Douglas. Tcheco não é esse homem, pois sai muito para a direita quando tem a bola, obriga Elias a vir de trás, ou Ronaldo sair da área. Isso abre o meio campo e o expões de uma forma muito perigosa. Contra o Santos, Paulo Henrique Ganso e Marquinhos tiveram liberdade para criar e pensar, isso se deve justamente a esse meio campo aberto. A idéia de Mano é contar com Danilo, Danilo pela esquerda, Tcheco pela Direita, dessa forma o meio campo ficaria mais compacto.

O juiz errou, e foi muito rigoroso com Roberto Carlos em sua expulsão, mas isso não tira o mérito do Santos de Dorival Junior, que vem mostrando ser um técnico inteligente e que gosta de um time ofensivo!