Brasil Show 4 x 2 El Loco Chile!

September 10, 2009

cbf

Ontem o que pudemos ver na Bahia foi uma Seleção empolgada, unida, e que Dunga tem na mão! Uma Seleção que tem jogado bonito, que esta invicta, que tem quebrado recordes e que merece estar em primeiro lugar no Ranking da Fifa.

Arrisco-me a dizer que hoje não tem no mundo uma Seleção que jogue tão fácil quanto a Seleção Brasileira, entendam, disse que não existe Seleção que jogue mais fácil e não a melhor Seleção, porém, acredito que uma coisa leva a outra…

Ontem também pudemos comprovar alguns fatos:
– Dunga tem o grupo na mão;
– Julio César é hoje o melhor goleiro do mundo;
– O grupo de jogadores da Seleção esta unida e muito focado;
– Nilmar carimbou sua vaga no Grupo da Seleção;
– E Daniel Alves merece ser titular!

Sim, Daniel Alves merece ser titular! Ontem Daniel e Maicon fizeram um trabalho magnífico do lado direito, um completo estraga na Seleção Chilena que não sabia como marcar. Isso porque os dois jogadores são Laterais, mas com características muito diferentes: Daniel é um lateral habilidoso, que tem características de meia, pois sobe na diagonal. Maicon é um lateral estilo Cafu, corre uma barbaridade e apóia muito.

Enquanto o Brasil brincava do lado direito, Nilmar mostrava que é substituto imediato de Robinho, isso se for considerado substituto. Porque em minha opinião, Robinho tem perdido campo na Seleção a muito tempo com apresentações medianas. Nilmar é um centroavante rápido e oportunista que poderia dar muito apoio a Luis Fabiano.

Lá no gol Julio César mostrou que vive uma fase esplendorosa! Pegou bolas de puro reflexo e tem uma saída de bola como poucos. Realmente hoje é o melhor goleiro do mundo!

A Seleção esta forte! Forte psicologicamente e taticamente, fruto de um trabalho contestado e de longo prazo de Dunga. O treinador brasileiro mostrou que tem a equipe na mão, e tem sabido como colocar os jogadores e a hora de colocá-los. Fator importantíssimo para unir uma equipe e a levar a mais um título. Dunga é, foi e sempre será aquele volante parrudo e guerreiro que tem como principal característica a fome de bola e a vontade de vencer. Passou isso para os jogadores e os fez novamente terem orgulho de estarem na Seleção! Fato comprovado com a declaração do melhor jogador em campo no jogo do Brasil x Chile: “Estou feliz com minha atuação, mas isso é fruto de um trabalho com o professor Dunga. Sempre que precisar de mim, estarei pronto para entrar e dar meu máximo, porque sei que estar na Seleção é uma oportunidade única, e aqui só estão os melhores, o nível é muito alto!” – declarou Daniel Alves.

Restam algumas dúvidas no meio campo, lateral-esquerda e no ataque, mas se querem minha opinião, Dunga utilizará este restante de Eliminatórias para testar algumas peças e colocar na cabeça de cada atleta que aquela oportunidade de estar jogando na Seleção será única para a continuidade dele ou não.

Acho que Diego (Juventus), Kleber (Internacional) e Adriano (Flamengo) estão na frente pelas vagas, resta ver se vem alguma novidade por ai.

Parênteses:
Inglaterra, Espanha e Itália também têm provado sua grandeza. Ontem por sinal, Capello classificou a Inglaterra com um desempenho histórico! São 18 partidas, com 14 vitórias, dois empates e duas derrotas, ou 80% de aproveitamento. Nesse período, Wayne Rooney é o goleador, com 10 gols.


Com Diego Souza, Cleiton Xavier e André Dias, Dunga chega a 81 convocados

September 8, 2009
cbfMatéria de Paulo Vinícius Coelho

Com as convocações de Diego Souza, Cleiton Xavier e André Dias, o número de chamados por Dunga chega a 81. Não é um exagero, como pode parecer, porque os 81 nomes dividem-se por 23 convocações e 47 jogos. A comparação é com Diego Maradona, que chamou 58 jogadores para 9 partidas.
Dos 81 chamados, 20 não entraram em campo.
Aos nomes que parecem absurdos, como Bobô, do Besiktas, pense de um ponto de vista positivo. Desistir de vários dos nomes citados é também um mérito num trabalho de longo prazo, como o que Dunga tem realizado.
Abaixo, os convocados por Dunga e seu número de jogos:

SOMA DAS CONVOCAÇÕES DE DUNGA – 81 jogadores

Goleiros (9)
Gomes – 5 convocações, 4 jogos, – 2 gols
Hélton – 6 convocações, 4 jogos – – 4 gols
Júlio César – 17 convocações, 30 jogos, -20 gols
Doni – 11 convocações, 9 jogos, – 6 gols
Diego Alves – 2 convocações
Renan – 2 convocações
Cássio – 1 convocação
Fábio – 1 convocação
Victor – 2 convocações

Laterais-direitos (6)
Cicinho – 3 convocações, 2 jogos
Maicon – 21 convocações, 38 jogos, 4 gols
Daniel Alves – 20 convocações, 26 jogos, 3 gols
Ilsinho – 1 convocação, 1 jogo
Rafinha – 4 convocações, 2 jogos
Leonardo Moura – 1 convocação, 1 jogo

Laterais-esquerdos (9)
Gilberto – 10 convocações, 23 jogos
Marcelo – 11 convocações, 7 jogos, 1 gol, 1 corte
Felipe Luís – 2 convocações
Adriano – 4 convocações, 3 jogos
Kléber – 12 convocações, 12 jogos, 1 gol
Carlinhos – 1 convocação
Richarlyson – 2 convocações, 2 jogos
Juan Maldonado (Flamengo) – 2 convocações, 2 jogos
André Santos (Corinthians) – 3 convocações, 7 jogos

Zagueiros (14)
Lúcio – 21 convocações (1 corte), 31 jogos, 2 gols
Juan – 21 convocações, 30 jogos, 5 gols
Luisão – 15 convocações (1 corte), 18 jogos, 2 gols
Alex – 16 convocações, 13 jogos
Gladstone – 2 convocações
Naldo – 8 convocações, 4 jogos
Edu Dracena – 2 convocações, 2 jogos
Alex Silva – 7 convocações, 2 jogos
Thiago Silva – 5 convocações, 4 jogos
Miranda – 6 convocações, 2 jogos
Breno – 1 convocação
Léo – 1 convocação
Henrique – 1 convocação, 1 jogo
André Dias (São Paulo) – 1 convocação

Volantes (13)
Gilberto Silva – 21 convocações, 42 jogos
Edmílson – 6 convocações (1 corte), 6 jogos
Dudu Cearense – 6 convocações, 8 jogos
Jonatas – 1 convocação
Mineiro – 10 convocações, 23 jogos
Lucas – 7 convocações, 4 jogos
Tinga – 2 convocações, 2 jogos
Fernando – 6 convocações, 4 jogos
Josué – 18 convocações, 26 jogos, 1 gol – 1 corte
Sandro – 1 convocação
Hernanes – 3 convocações, 1 jogo
Kléberson – 2 convocações, 4 jogos
Felipe Mello – 5 convocações. 12 jogos, 2 gols

Meias (15)
Júlio Baptista – 16 convocações, 23 jogos, 4 gols
Elano – 21 convocações, 34 jogos, 6 gols
Morais – 1 convocação
Wagner – 1 convocação
Kaká – 20 convocações, 30 jogos, 13 gols – 2 cortes
Ronaldinho Gaúcho – 13 convocações, 20 jogos, 5 gols
Diego – 14 convocações, 21 jogos, 2 gols
Ânderson – 10 convocações (1 corte), 7 jogos
Thiago Neves – 2 convocações,. 1 jogo
Zé Roberto – 1 convocação (1 corte)
Mancini – 2 convocação, 3 jogos
Alex – 2 convocações, 2 jogos
Ramires – 3 convocações, 8 jogos
Diego Souza – 1 convocação
Cleiton Xavier – 1 convocação

Atacantes (15)
Robinho – 23 convocações, 46 jogos, 15 gols
Fred – 6 convocações, 6 jogos, 1 gol
Vagner Love – 10 convocações, 19 jogos, 4 gols
Daniel Carvalho – 4 convocações, 4 jogos, 2 gols
Rafael Sóbis – 11 convocações, 8 jogos, 1 gol
Ricardo Oliveira – 2 convocações, 2 jogos
Adriano – 7 convocações, 9 jogos, 2 gols
Afonso – 4 convocações (1 corte), 7 jogos, 1 gol
Jô – 3 convocações, 3 jogos
Bobô – 1 convocação
Luís Fabiano – 12 convocações (1 corte), 21 jogos, 19 gols
Pato – 7 convocações – 1 corte, 7 jogos, 1 gol
Nilmar – 4 convocações, 3 jogos, 1 gol
Diego Tardelli – 2 convocações, 1 jogo, 0 gol
Amauri – 1 convocação (não houve liberação)

Para vocês, dos nomes acima, qual foi o mais “absurdo”?