O Palmeiras já ia muito mal. Mas Antônio Carlos foi pior

March 4, 2010

O Palmeiras já levava um baile no primeiro tempo, mas tinha um volante para cada meia do Santo André. Pierre encostava em Branquinho, Souza cuidava de Bruno César – ou pelo menos tentava. Nesse período do jogo, o erro era a distância dos dois meias. Diego Souza jogava pelo lado direito, durante os 32 minutos em que Cleiton Xavier esteve em campo. Cleiton era marcado por Ale, Diego ficava à direita, muito distante. E o time precisava jogar com seus volantes. Passe errado, contra-ataque do Santo André.
Com Marquinhos na vaga de Cleiton, Diego passou a jogar por dentro, mas a distância entre os jogadores mais criativos persistia.
Robert, o mais lúcido do time, fez o gol que diminuiu para 2 x 1 a vantagem do Santo André, construída no contra-ataque. E isso deu a Antônio Carlos o desejo de mandar o time ao ataque. Foi o que estragou ainda mais o Palmeiras.

Antônio Carlos tentou ser estrategista e trocou o lateral-direito Eduardo pelo meia Ivo. Marquinhos passou a ser lateral-direito, ou ala, com Souza posicionando-se como terceiro zagueiro nos momentos em que o Santo André tinha a posse de bola. A mudança foi uma catástrofe.

Os dois meias do time do ABC, Bruno César e Branquinho, começaram a jogar em cima de Pierre. Se antes havia um volante para cada meia, agora eram dois meias para um volante. Nos contra-ataques, antes os zagueiros ficavam num desesperador mano a mano. Agora, havia sempre um atacante a mais do que a zaga palmeirense.

Para corrigir o posicionamento, Marquinhos cercava um dos meias. Abriu o corredor para Carlinhos começar o contra-ataque que teve bola invertida para Rômulo e terminou com o toque de letra de Rodriguinho.

Se o time fez corpo mole para derrubar Muricy, há três semanas? Mais fácil acreditar na fragilidade da equipe. Contra o São Caetano, o técnico Antônio Carlos viu seu time aproveitar os contra-ataques. Pelo Palmeiras, contra o Santo André, esqueceu que o adversário tinha a mesma arma. Desprezou-a e por isso perdeu para a velocidade do rival.

Por Paulo Vinícios Coelho
Advertisements

Água 1 x 0 Palmeiras

March 1, 2010

O Palmeiras teve seu primeiro tropeço na Era Zago, e foi logo contra o lanterna do Campeonato Paulista, o Rio Claro. O jogo foi feio, e o time do Palestra Itália não teve uma boa atuação, principalmente no segundo tempo, quando a chuva aumentou.

É verdade que o time Palmerense teve muita dificuldade pela chuva, mas é verdade também que o time não mostrou um bom futebol. O Rio Claro tinha uma avenida aberta pelo seu lado direito, desta forma, Zago colocou em campo Ivo (canhoto) e William, para atacar pelo lado esquerdo. O time não encaixou, e viu o Rio Claro saindo vencedor.

Antonio Carlos ainda é visto como dúvida no Palestra Itália. Tem torcedores que acham que é bom ter um técnico novo e menos experiente para dar novos ares ao Palmeiras. Também é uma turma que não esquece que tem em seu time um técnico racista, e que por isso já leva parte da torcida ao descontentamento.

Com 2 vitórias na Era Zago, o Palmeiras ganhou moral, interna, porque externa o time ainda apresenta falhas e ainda precisa ganhar corpo. Principalmente no ataque, já que Robert pode não ser o atacante das 2 vitórias de Zago, e se Robert não for, como não foi ontem, quem entra? O time continua carente e na minha opinião Ewerthon não é a solução, e para você palmerense, o que esta faltando no time?


1 Clássico, 2 times, 3 Situações….

February 23, 2010

1 Clássico
No domingo vimos o clássico Palmeiras x São Paulo. Clássico antigo, repleto de rivalidade, e com muitas expectativas pelo momentos que as duas equipes viviam

2 Times
De um lado o São Paulo, que tem estado bastante oscilante neste Paulistão, e que buscava no clássico, uma chance de mostrar que esta forte na competição. Do outro lado o Palmeiras, com técnico novo, repleto de desconfiança e com os torcedores em dúvida doque poderia acontecer.

3 Situações
1) O jogo prometia, prometeu tanto que as torcidas Palmeirenses e São Paulinas, resolverem prometer a morte! Mais um episódio ridículo dos marginais das torcidas organizadas. Quando vejo isso, me pergunto se esse tipo de jogo não merece ter uma torcida única, ou com portões fechados!

2) O jogo foi apático no primeiro tempo, com muita briga no meio campo, e com os dois times sofrendo para fazer boas jogadas. No segundo tempo o palmeiras voltou mais aguerrido e marcando a saída de bola São Paulina. Com a expulsão de Xandão, o São Paulo caiu. E caiu por 2 x 0 com direito a um show de oportunismo de Robert. Com a vitória logo em um clássico, Antonio Carlos ganha uma um pouco mais de confiança e promete mostrar a torcida palmeirense a que veio.

3) O pequeno AVC de Ricardo Gomes foi o ponto final de um clássico cheio de acontecimentos. Ricardo esta em um hospital em São Paulo e deverá ficar internado de 15 a 20 dias. Seu estado é estável, e o time do Morumbi deve ser comandado pelo auxiliar Milton Cruz.


Desabafo de um Torcedor/jornalista palmeirense

February 20, 2010

Peguei este depoimento no blog do Juca Kfouri, e achei muito interessante a indignação do cidadão. Como meu sócio do wordpress també é Palmerense, acho que este jornalista expressa muito bem o sentimento do torcedor alvi-verde.

O desabafo de um jornalista palmeirense

Por FELIPE GIUNTINI*

Estou muito tenso e preciso desabafar.

A minha tristeza é muito grande com o Palmeiras.

Sabe aquela angustia de quem foi traído, iludido e de quem está apaixonado e perde o chão?

Pois é! É assim que me sinto.

Eu trabalho numa emissora de TV em São Paulo e quando o Belluzzo começou como presidente no Palmeiras, eu o encontrei nos corredores da emissora. Ele estava seguindo para um programa ao vivo. Quando o vi, não tive dúvida: fui até ele e apertei sua mão com convicção.

Eu disse:

– Muito obrigado, presidente.

Ele sorriu e seguiu a caminho dos estúdios.

Acompanhando o programa mais tarde, vi que ele citou no ar, que quando chegou na emissora um rapaz (eu) lhe agradeceu . Belluzzo disse ainda que isso lhe deixava animado e que ainda não entendia muito o carinho do torcedor.

Pois é, hoje, depois de um ano esse mesmo rapaz está chateado com o presidente… Sem exageros, está envergonhado.

E eu fico pensando o que poderia fazer caso essa situação se repetisse? O que poderia falar para o Belluzzo sem ser indelicado?

Depois de 10 anos de técnicos fracos, eu realmente me iludi, acreditei e até sonhei com esse time! E aí…

A diferença é que antigamente eu me conformava, não esperava muito e por isso não sofria. Posso dizer agora, com toda a certeza, nunca estive tão triste com o Palmeiras, nem mesmo no rebaixamento.

Pra piorar tudo, anunciaram o Antonio Carlos como treinador.

Me desculpe, mas em hipótese alguma eu entrarei num estádio ou assistirei na TV um jogo, enquanto meu time for comandado por um técnico racista e um presidente medroso (ou sem ousadia, pra quem preferir).

Meu pai tem 51 anos e há tempos me diz pra não ligar pra futebol, que isso não é coisa séria. Mas eu sempre custei a acreditar. Eu achava que podia deixar de me importar sim, mas quando estivesse mais velho.

Engraçado né? Com 25 anos vejo a indiferença chegando e parece inevitável.

*Felipe Giuntini é jornalista em São Paulo.


Antônio Carlos Zago é o Novo treinador do Palmeiras

February 19, 2010

Do Blog do PVC:

Antônio Carlos Zago é o novo técnico do Palmeiras. O anúncio deve ser feito apenas na sexta-feira, mas o acerto já foi sacramentado na tarde desta quinta.
Antônio Carlos, zagueiro do Palmeiras na época da Parmalat, quando o diretor de futebol era Gilberto Cipullo, acerta contrato até o final do ano.

Seu objetivo é levar o time às finais do Paulistão e tentar o título da Copa do Brasil. As bases financeiras não foram reveladas ainda.

Antônio Carlos fez bom trabalho no São Caetano, assumindo o clube na 16a posição da Série B e entregando em sétimo lugar, no final da campanha. Da briga para não cair, mudou a história da equipe para a briga pelo acesso. É a única experiência concreta de Antônio Carlos como treinador. Se houvesse outros nomes sem desgaste no mercado, alguém poderia dizer que a escolha é prematura.
Não é.
Paulo Autuori era nome fora de questão. Logo depois da saída de Muricy, um dos representantes do ex-técnico do Grêmio deixou isso claro. Autuori não vai sair agora do Al Rayaan, especialmente depois de ter pedido demissão no intervalo da partida contra o Al Gharrafa, de Caio Júnior, semana passada. Pediu, mas não saiu, ou seja, ficou com o compromisso da permanência.
Celso Roth seria oferecido, mas seu nome tem desgaste demais por sua primeira passqagem pelo Parque Antártica, em 2001.
Antônio Carlos tem bom trabalho no currículo recente e história no Palmeiras como jogador. Esteve perto de acertar com o Vasco e foi preterido pela lembrança de seu episódio de racismo, quando jogador do Juventude. Ele não pode ser refém desse episódio pelo resto da carreira.
Por tudo isso, foi boa escolha do novo treinador, pela diretoria do Palmeiras.

Eu tenho minhas dúvidas, acho que apostar em novos treinadores seria uma boa para o Palmeiras, já que suas ultimas experiencias com os medalhões não deram certo. Também acho que com a chegada de um treinador menos rodado vai dar uma acalmada nos animos e vai levar o torcedor a mentalidade de que precisa ter paciencia com o time e com o tecnico. Teve trazer um pouco de paz ao time que a muito tempo vem sofrendo!
Vai ser uma experiencia interessante ao time, torcida e diretoria. Além de fazer uma grande economia, pois dizem por ai que a Diretoria Palmerense gastou mais de 28mi com a comissão tecnica nos ultimos 18 meses! Ta na hora do Sr. Belluzzo mostrar porque era até cotado para assumir a presidencia do Banco Central!
Você não acha?


O Palmeiras deixou uma ótima oportunidade passar

September 14, 2009

palmeiras
O Palmeiras foi a Bahia sob um olhar de desconfiança. A impressa começou a aumentar o prestígio da partida, relembrando o rebaixamento Palmeirense e a goleada sofrida na Copa do Brasil do mesmo ano. O Palmeiras era favorito, era, até entrar em campo e ver que os bahiano tinham realmente encarnado o espírito do ano fatídico palmeirense.

O time do Palestra Itália foi o reflexo de Marcos em campo. Maior ídolo do time, Marcos cometeu erros grosseiros, em um dia que o goleiro realmente estava mal! Não é fácil ver Marcos atuar da maneira como atual, mas ele é humano, e também erra, e COMO erra.

O Vitória não quis saber. Embalado pela volta de Vagner Mancini e querendo subir no campeonato, o time veio para cima desde o começo do jogo. Não foi um jogo para se orgulhar, nem um grande espetáculo. Mas os 2 times estavam empenhados, mas o vitória contou com um fator que acredito ter sido o diferencial. Sua Torcida. A Torcida cantou, pulou e motivou o time, e o Palmeiras foi ficando encurralado.

3 x 2 foi pequeno, porque o time bahiano merecia realmente ter ganho por 4 x 2. Visto um pênalti não marcado. Mas o resultado só não foi pior para o Palmeiras graças a derrota do Internacional que agora deixa o campeonato completamente ABERTO. Com os 2 líderes ficando pelo caminho, todos os times que estão com 38…39…40 pontos, já podem sonhar com o título. E o Palmeiras que se cuide, porque a motivação de seus adversários aumentou, e o time pode ficar pelo caminho.

Hoje o Palmeiras é o Pior Líder da História do Campeonato Brasileiro em pontos corridos:

2003 – Cruzeiro – 48 pontos, 14 vitórias, 24 de saldo, 53 gols pró
2004 – Santos – 44 pontos, 14 vitórias, 19 de saldo, 56 gols pró
2005 – Santos – 45 pontos, 13 vitórias, 14 de saldo, 50 gols pró
2006 – São Paulo – 49 pontos, 14 vitórias, 16 de saldo, 40 gols pró
2007 – São Paulo – 51 pontos, 15 vitórias, 29 de saldo, 36 gols pró
2008 – Grêmio – 49 pontos, 14 vitórias, 23 de saldo, 41 gols pró
2009 – Palmeiras – 44 pontos, 12 vitórias, 14 de saldo, 37 gols pró

E para você, quem é o favorito ao título Brasileiro 2009?


Palmeiras projeta máquina dos sonhos para 2010

September 9, 2009

palmeirasCaso o Verdão fature o título brasileiro, nova obsessão será pelo bi da Libertadores, cujo planejamento já foi iniciado

Caro leitor, já imaginou um time do Palmeiras para 2010 formado por Marcos; Figueroa, Edmílson, Edu Dracena e Roberto Carlos; Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza, Valdivia, Kléber e Vagner Love?

Sonho? Ilusão? É bom não duvidar. No que depender da vontade da diretoria do clube, essa equipe pode muito bem se tornar realidade.

Dos 11 atletas citados, sete já estão no Palmeiras: Marcos, Figueroa, Edmílson, Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza e Vagner Love.

Há quem diga que um deles pode até ser negociado após o Campeonato Brasileiro, mas os dirigentes do Verdão não estão dispostos a perder ninguém antes do término da Copa Libertadores do próximo ano, caso a equipe se classifique.

No mês passado, por exemplo, o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo bateu o pé e prometeu manter o grupo até o fim deste ano. Além de cumprir a promessa, o clube se reforçou com mais três atletas na atual janela de transferências: Figueroa, Robert e Vagner Love.

O projeto pelo pentacampeonato brasileiro vem funcionando: o Palmeiras é o líder do Nacional e favorito ao título. Caso a conquista seja consumada, a obsessão em 2010, certamente, será pelo bi sul-americano.

Por essa razão, não seria surpresa se os atuais craques da equipe fossem mantidos novamente. E, menos ainda, que mais reforços chegassem para aumentar a força do elenco.

Edu Dracena, Roberto Carlos, Valdivia e Kléber não são sonhos tão distantes. Os quatro jogadores já tiveram conversas com membros da diretoria do Palmeiras neste ano. Dracena está sem clube e pode até pintar no Palestra – o problema é o interesse do Santos.

Roberto Carlos, em recente entrevista ao LANCENET!, revelou que quase reforçou o Verdão este ano. Sua vontade é retornar ao Brasil em 2010.

Quanto aos ídolos Valdivia e Kléber, o próprio técnico Muricy Ramalho não descarta os jogadores. Acredite! A máquina é possível!

Confira a situação de cada jogador da possível máquina de 2010.

Marcos
Está garantido em 2010. E já afirmou que encerrará a carreira no Verdão.

Figueroa
Experiente em Libertadores, tem contrato até julho do próximo ano.

Edmílson
Tem atuado como volante, mas já foi muito utilizado na zaga. Seu vínculo vai até o fim de 2010.

Edu Dracena
Está sem clube. Tem passagens pela Seleção. Negocia com o Santos.

Roberto Carlos
Vai rescindir o contrato com o Fenerbahçe (TUR) no fim deste ano.

Pierre
Teve seus direitos comprados pelo clube e renovou até o fim de 2012.

Cleiton Xavier
É o rei das assistências e também tem contrato até dezembro de 2012.

Diego Souza
Deve receber propostas no fim do ano, mas o clube não quer liberá-lo. Seu vínculo vai até o fim de 2011.

Valdivia

Tem mais três anos de contrato com o Al-Ain (EAU), mas quer voltar para o Verdão para jogar a Libertadores.

Kléber
O vínculo com o Cruzeiro vai até 2014, mas também quer disputar a Libertadores pelo Palmeiras.

Vagner Love

Emprestado pelo CSKA (RUS), está garantido no Palmeiras até a metade do próximo ano.

E então Palmerense, qual sua opinião sobre esse time? Até agora tudo que Belluzzo falou, cumpriu, e o time não é fraco não!